Notícias

“Quero mais mulheres trabalhando com lobby”, diz nova líder do setor.

Notícias - 17 de setembro de 2020

Tempo de leitura: 2min

Saiu no Site UNIVERSA. 

 

Veja a Publicação original. Ex-atleta profissional e formada em direito, a mineira Carolina Venuto não se abala quando alguém pede que explique o que exatamente ela faz. Carolina está acostumada com a falta de informação acerca de sua profissão – pior do que isso, ela considera, é a confusão que fazem com seu ofício. Carolina Venuto é uma lobista. Mais: é a presidente da associação do setor, primeira mulher a ocupar o cargo. Ela, no entanto, prefere o termo “profissional de relações institucionais e governamentais”; daí vem a sigla Abrig (Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais), que Carolina preside. “Ou, como carinhosamente resumimos, o profissional de RIG”, ela diz. “O termo ‘lob…

A definição, segundo a própria Carolina, não é simples. “O lobista é o cara que vai no Congresso ou no Executivo e leva a mensagem de quem cujos interesses ele representa ao pé do ouvido do tomador de decisão”, afirma. “O profissional de RIG faz mais: pareceres, notas técnicas, viabilização em rede social, mobilização na sociedade de uma forma geral, articulação com a mídia.” Se você, ao ouvir o termo lobista, já imagina alguém andando pelos corredores do Congresso Nacional carregando uma mala de dinheiro, saiba que é contra essa imagem que Carolina luta. “As grandes operações envolvendo corrupção revelaram pessoas que se diziam lobistas, mas não eram. Elas cometeram crimes, não e…

Veja a Matéria Completa Aqui!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *