Notícias

Meu lugar de fala

Notícias, Notícias - 20 de novembro de 2020

Tempo de leitura: 1min

Saiu no PORTAL GELEDÉS.

 

Veja a Publicação original.

Me gritaram: negra!
e muitos falaram que não, que era parda.
Me gritaram: negra!
e alisaram o meu cabelo.
quanto mais liso, mais aceita.
aí é só não usar vermelho
e não ser escandalosa igual preto.

Me gritaram: negra!
alguns falaram que eu nem não sou tão preta.
me gritaram: negra!
E esconderam toda minha história
Me gritaram: negra!
E eu chorei, porque queria ser parda.

Porque mesmo tendo 132 anos de abolição
me sinto escrava,
padronizada, estereotipada e
hipersexualidade ?
Porque a carne mais barata, sempre é a minha carne negra?
Porque esconderam nossa história?

Por Brenda Aparecida Azevedo Vieira dos Santos, enviado para o Portal Geledés

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *