Notícias

Machismo na Índia: dossiê ressalta o árduo caminho das mulheres que lutam por igualdade

Notícias, Notícias - 13 de outubro de 2021

Tempo de leitura: 2min

Saiu no BRASIL DE FATO

Veja a Publicação Original Abaixo

Mais da metade das mulheres indianas com idade entre 15 e 49 anos acreditam que o homem tem direito de bater na esposa se ela discutir, sair de casa sem avisar ou desrespeitar os sogros, por exemplo. Esse é um dos dados reveladores contidos no dossiê “Mulheres indianas e o árduo caminho para a igualdade”, publicado nesta quarta-feira (13) pelo Instituto Tricontinental de Pesquisa Social.

O estudo detalha as bases do machismo no país asiático, seu impacto na vida das mulheres e os processos de luta por igualdade.

Leia também: Classe, casta e gênero: violência contra a mulher não para de crescer na Índia

A submissão não se limita ao hinduísmo, religião predominante no país, mas está prevista no chamado Código de Manu (200 a.C.-200 d.C). Esse texto histórico é amplamente citado pela direita hindu, que tem como principal representante o primeiro-ministro Narendra Modi, aliado de Jair Bolsonaro (sem partido).

Na Índia moderna, segundo o dossiê, “existe uma cultura dominante de justificação de uma série de restrições ao comportamento, aparência, mobilidade e interações sociais das mulheres, bem como aceitação de uma ampla variedade de atrocidades contra elas – como violência doméstica, abuso sexual e estupro.”

Como resultado desse processo, ao menos um terço das mulheres indianas casadas sofreram violência doméstica por parte de seus maridos.

Leia a Matéria Completa Aqui!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *