Notícias

Homem negro é espancado até a morte por seguranças em supermercado em Porto Alegre

Notícias, Notícias - 20 de novembro de 2020

Tempo de leitura: 2min

Saiu no HUFFPOSTBRASIL.

Veja a Publicação original.

O Brasil acordou no Dia da Consciência Negra com a notícia da morte de um homem negro espancado por seguranças de um supermercado em Porto Alegre.

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi morto na área externa de uma das unidades do Carrefour, após ser arrastado pelos dois homens brancos da área do caixas. A investigação trata o crime como homicídio qualificado.

Segundo o G1, os dois agressores, de 24 e 30 anos, foram presos em flagrante. Um deles é policial militar e foi levado para um presídio militar. Seus nomes não tinham sido divulgados até a publicação deste texto.

Segundo a Brigada Militar – a Polícia Militar do Rio Grande do Sul –, houve um desentendimento entre a vítima e uma funcionária do supermercado. Freitas teria ameaçado bater na funcionária, que chamou a segurança. A Polícia Civil informou que a vítima teria iniciado a briga após dar um soco no PM.

No vídeo que circula nas redes sociais, é possível apenas ver Freitas sendo derrubado no chão pelos dois homens e apanhando, inclusive quando já estava no chão.

Em nota, o Carrefour disse que “adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso” e que “romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão”.

“O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário”, disse a empresa no comunicado.

O Carrefour afirmou ainda “lamentar profundamente o caso”. “Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente.”

Veja a Matéria Completa Aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *