historico-primeira-caminhada-espacial-100-feminina-e-concluida-com-sucesso-152973

Histórico! Primeira caminhada espacial 100% feminina é concluída com sucesso

Saiu no site CANALTECH

 

Veja publicação original:  Histórico! Primeira caminhada espacial 100% feminina é concluída com sucesso

.

Por Daniele Cavalcante

.

Christina Koch e Jessica Meir fizeram história ao realizar a primeira caminhada espacial exclusivamente feminina. As astronautas da NASA deram início à missão na manhã desta sexta-feira (18), às 8h38 (horário de Brasília), e saíram da câmara Quest da Estação Espacial Internacional (ISS) com a tarefa de substituir um controlador de energia defeituoso.

.

O spacewalk, também conhecido como “atividade extra-veicular” (EVA), havia sido programado para o dia 21 de outubro, mas a NASA antecipou a missão para o dia 18. E tivemos que esperar bastante por esse momento: já se passaram sete meses desde que a NASA teve que cancelar a caminhada feminina, que deveria ter acontecido em março. Na ocasião, a ISS tinha apenas um traje espacial de tamanho médio a bordo, então não seria possível usar um tamanho grande no caso da astronauta companheira, que usava tamanho médio também.

.

Dessa vez, a NASA enviou um segundo traje espacial adequado para o corpo das astronautas, garantindo assim o spacewalk histórico. A tarefa foi antecipada do dia 21 para o dia 18 porque uma das novas baterias, instaladas por outros astronautas dias antes, não estava funcionando muito bem. Um instrumento necessário para carregar e descarregar a bateria estava defeituoso e, com isso, a estação estava perdendo energia em um dos oito canais usados ​​para fornecer eletricidade à ISS.

.

Koch e Meir realizam reparos e manutenção do lado de fora da ISS (Imagem: NASA)

.

Portanto, Koch e Meir foram enviadas um pouco mais cedo para substituir essa unidade de carga/descarga e deixar o canal de energia funcionando novamente. A missão teve um total de sete horas e 17 minutos de duração.

.

A dupla foi guiada pela astronauta veterana Stephanie Wilson, que fez o trabalho de comunicação na sala de controle da missão. Os colegas de ISS Luca Parmitano e Andrew Morgan, também vivendo na ISS, ajudaram a guiar algumas etapas.

.

Durante a caminhada, as astronautas receberam uma ligação da Casa Branca, na qual o presidente dos Estados Unidos parabenizou a dupla. “Vocês duas são mulheres muito corajosas e brilhantes e representam esse país tão bem… estamos muito orgulhosos de vocês… o que vocês fazem é realmente algo muito especial. Então, primeiro a Lua e depois vamos a Marte. Obrigado a ambas”.

.

Com gafes e bom humor, Trump parabeniza astronautas da NASA em chamada ao vivo durante a caminhada espacial (Imagem: NASA)

.

O Presidente Trump também acrescentou erroneamente que “esta é a primeira vez que uma mulher está fora da estação espacial”. No entanto, esta é a 42ª vez que mulheres participam de uma spacewalk. Bola fora!

.

.

A importância da caminhada espacial 100% feminina

.

Mas afinal, por que demos tanta importância para a primeira caminhada espacial realizada apenas por mulheres? É que, desde as primeiras viagens de humanos no espaço, 227 pessoas deixaram as naves espaciais para realizarem algum tipo de atividade extra-veicular. Dentre todas essas pessoas, apenas 14 eram mulheres.

.

A primeira mulher a caminhar no espaço foi a cosmonauta soviética Svetlana Savitskaya, em 1984. Isso aconteceu quase 20 anos depois que o primeiro ser humano realizou um spacewalk, o também soviético Alexei Leonov. Só depois, os EUA enviaram a astronauta Kathryn Sullivan para uma tarefa do lado de fora do ônibus espacial.

.

Astronautas Koch e Meir a bordo da ISS (Imagem: NASA)

.

Sempre que uma mulher flutuou para o espaço, teve a companhia de um homem. Duas mulheres ao mesmo tempo é o momento histórico que busca não apenas a igualdade de gênero nas missões espaciais, mas também destacar a importância da equidade, para que cada vez mais agências e companhias espaciais comerciais adotem políticas mais igualitárias. Além disso, missões como esta pode inspirar milhares de futuras astronautas ao redor do mundo.

.

O evento de hoje, transmitido ao vivo pela NASA, foi um grande sucesso. Koch e Meir, que receberam uma parabenização ao vivo do presidente dos Estados Unidos, reconhecem o impacto de seu trabalho. “O que estamos fazendo agora mostra todo o trabalho realizado nas décadas anteriores, todas as mulheres que trabalharam para chegar onde estamos hoje”, disse Meir durante uma entrevista na estação espacial, pouco antes de realizar a caminhada.

.

Tracy Caldwell Dyson, astronauta da NASA que acompanhou a missão no Centro de Controle de Missões em Houston, disse que “o marco é que esperemos que isso agora seja considerado normal… para não ofuscar as mulheres [que] estão fazendo caminhadas espaciais por 35 anos. Acho que muitos de nós esperamos que isso seja normal”.

.

A NASA sabe que este é um momento histórico e, por isso, incluiu perguntas e mensagens compartilhadas nas mídias sociais durante a transmissão ao vivo. Algumas perguntas foram enviadas de salas de aula das escolas, e houve até mesmo fotos de garotas inspiradas no evento. A transmissão também incluiu ex-astronautas da NASA que estavam em outros momentos históricos, incluindo Sally Ride, Eileen Collins e Shannon Lucid.

.

.

.

Quem são as astronautas que fizeram o spacewalk

.

Além de colegas da NASA, Christina Koch e Jessica Meir são melhores amigas. Esta foi a quarta caminhada de Koch e a primeira de Meir.

.

Jessica Meir sonhava com o dia em que chegaria ao espaço desde os cinco anos de idade. Esse sonho se tornou realidade no dia 25 de setembro de 2019, quando ela deixou a Terra em seu primeiro voo espacial rumo à ISS. Antes disso, ela estudou pinguins na Antártica e mapeou cavernas na Itália — tarefas que prepararam para o ambiente extremo do espaço.

.

Christina Koch, além de astronauta, é engenheira e física. Sua carreira a levou a lugares como o polo sul e a Groelândia para realizar missões científicas de campo. Antes de ser selecionada como candidata a astronauta em 2013, ela trabalhou como engenheira elétrica no laboratório de astrofísica do Centro de Voo Espacial Goddard.

.

Koch voou para o espaço em 14 de março de 2019 e deve entrar para a história em breve, quando estabelecer o recorde de o voo espacial mais longo realizado por uma mulher. Isso acontecerá quando ela completar 328 dias no espaço, e isso dará aos pesquisadores a oportunidade de observar os efeitos dos voos espaciais de longa duração sobre o corpo de uma mulher — o que será bastante útil quando a NASA enviar novos astronautas à Lua e, futuramente, a Marte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.


Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.