Notícias

Para Diana, seu casamento era “um inferno desde o primeiro dia”

Notícias - 21 de outubro de 2020

Tempo de leitura: 3min

Saiu na REVISTA CLAUDIA.

 

Veja a Publicação original.

Não há dúvidas de que a vida conjugal da princesa Diana e do príncipe Charles não era nenhum conto de fadas, mas um documentário que estreia esta semana irá escancarar (ainda mais) a infelicidade vivida por Lady Di nos anos em que esteve casada.

Diana: The Truth Behind the Interview irá ao ar no Reino Unido nesta quarta-feira (21), trazendo os bastidores da famosa entrevista de Diana para a BBC em 1995. Foi nela que, com a frase “Éramos três neste casamento… então ficou um pouco lotado”, a princesa revelou as traições de Charles com Camila Parker Bowles.

No documentário, Sir Max Hastings, que na época da entrevista era editor de um jornal, conta como, três meses antes do programa ir ao ar, a princesa já o havia procurado para contar sua história e desabafar sobre suas dores.

“Ela disse que estava terrivelmente ansiosa para que seu lado da história fosse divulgado. E eu passei algumas horas com Diana e ela deu um show maravilhoso. Quero dizer, coisas absolutamente emocionantes”, disse o jornalista, segundo informações da PEOPLE.

A primeira coisa que ficou clara para Hastings foi o quanto ela detestava o príncipe. “Sim, ela odiava Charles. E quando eu falei ‘Existiram momentos felizes?’, ela disse ‘Não, o casamento foi um inferno desde o primeiro dia’”, continuou o editor.

Além disso, Diana não acreditava que o marido era um herdeiro adequado para o trono britânico e tinha planos para o filho mais velho. “Ela disse que tudo lhe importava era a sucessão de William ao trono. Disse bem explicitamente ‘Eu não acho que Charles possa fazer isso’. Ela queria que Charles fosse colocado de lado como herdeiro e que William ocupasse o trono.”

Apesar do peso dessas declarações, Hastings preferiu não publicar as palavras de Diana para manter “escondido o pior disso” e também por não levar muito a sério o que a princesa falava.

“Ela me perguntou o que eu sabia sobre uma conspiração para matá-la. Eu disse ‘Bem, isso soa como uma absoluta loucura para mim’. Mas acho que ela acreditava nessas coisas”, declarou o jornalista no documentário, completando que sentia pena da vulnerabilidade dela.

Além do documentário, uma biografia que será lançada em breve sobre o príncipe Philip também especula as causas dos problemas conjugais do casal. Escrito pela especialista da realeza Ingrid Seward, o livro aponta que a criação de Charles era um dos motivos da infelicidade dos dois.

De acordo com a autora, Lady Di acreditava que, por nunca ter recebido afeto de verdade na infância, o máximo que o príncipe teria aprendido sobre amor era “apertar as mãos” e, assim, cresceu sem saber demonstrar seus sentimentos.

Veja a Matéria Completa Aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *