Notícias

João de Deus é condenado por violação sexual mediante fraude

Justiça de Saia na Mídia, Mídia, Notícias, Notícias - 25 de Maio de 2021

Tempo de leitura: 2min

Saiu no UNIVERSA

Veja a Publicação original

O TJ-GO (Tribunal de Justiça de Goiás) condenou hoje João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, em processo de violação sexual mediante fraude. Com a condenação, que adiciona mais dois anos e seis meses de reclusão, as penas do médium ultrapassam 64 anos.

Inicialmente, o caso envolvia denúncias de dez vítimas que se apresentaram ao Ministério Público do Estado de Goiás, mas nove acusações foram rejeitadas pela justiça. O caso julgado corre em segredo de justiça e a decisão é do juiz Renato César Dorta Pinheiro.

As primeiras denúncias contra João de Deus foram feitas em 8 de dezembro de 2018, quando o depoimento de quatro mulheres foi veiculado no programa Conversa com Bial, da Rede Globo. Elas afirmaram ter sido abusadas pelo médium. Após a exibição do programa, centenas de outras vítimas procuraram o Ministério Público para denunciar João de Deus.

Outros processos

Segundo o MP, João Teixeira de Faria ainda responde a mais de uma dezena de ações ainda não sentenciadas. Até agora, ele foi condenado em 3 anos de reclusão em processo referente a posse ilegal de arma de fogo e a 19 anos e 4 meses de reclusão, em ação de violação sexual e estupro de vulnerável.

No processo referente aos estupros cometidos contra cinco mulheres, ele foi condenado a 40 anos de prisão. Todas as condenações estão em fase de recurso no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás.

Leia a Matéria Completa Aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *