Notícias

Homem posta vídeo em que dopa e agride mulher; Damares oferece ajuda a ela

7 de Maio de 2020

Tempo de leitura:4min

Saiu no site UNIVERSA

Veja publicação original:  Homem posta vídeo em que dopa e agride mulher; Damares oferece ajuda a ela

 

Na madrugada de quarta-feira, um homem conhecido como Keko publicou vídeos em que mostra a então mulher desacordada e deitada em uma cama. Enquanto grava, ele diz que a dopou e violentou e a humilha, além de dizer frases como “em briga de marido e mulher não se mete a colher”.

A mulher é a comerciante Sabrina Barbosa de Almeida, que mantinha um relacionamento com ele, com quem também vendia semijoias em Natal. Diante da repercussão, ela usou seu perfil no Instagram na manhã de hoje para se manifestar. A comerciante diz que a agressão aconteceu quando ela decidiu se separar de Keko, que ela acusa de ser usuário de drogas.

 

“Fui salva pelo recepcionista do chalé”, contou Sabrina em seu perfil no Instagram. “Cega em um relacionamento abusivo de anos cheguei quase à morte. Hoje estou passando por uma depressão porque quando durmo lembro dessas cenas. Que ele fez questão de filmar enquanto estava drogado e mandar para as pessoas. Mesmo com provas e testemunhas estou lutando na Justiça. Mulher nenhuma merece passar por isso”, afirmou, sem no entanto dizer quando o caso aconteceu.

Além dos vídeos, a conta de Keko no Instagram postou imagens de hematomas que seriam do corpo de Sabrina e um documento em que o homem dizia ter deixado uma dívida de R$ 30 mil no nome dela. Os registros chocaram usuários da rede social e o post teve centenas de comentários, parte deles pedindo a intervenção da Polícia Federal.

 

Por volta das 11h de hoje, o post foi deletado.

 

 

 

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, postou um comentário prestando seu apoio à Sabrina “tristeza e indignação” – reprodução/ Instagram

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, postou um comentário prestando seu apoio à Sabrina “tristeza e indignação”

Imagem: reprodução/ Instagram

A ministra Damares Alves e as ex-BBBs Gizelly Bicalho e Marcela McGowan usaram as redes sociais na manhã desta quinta-feira para oferecer ajuda a ela.

As ex-BBBs Gizelly Bicalho, que é advogada criminalista, e Marcela McGowan também usaram as redes sociais para demostrar apoio à Sabrina – reprodução/ Instagram

As ex-BBBs Gizelly Bicalho, que é advogada criminalista, e Marcela McGowan também usaram as redes sociais para demostrar apoio à Sabrina

Imagem: reprodução/ Instagram

Comerciante diz que a agressão aconteceu quando ela decidiu se separar do companheiro, que acusa de ser usuário de drogas.  – reprodução/ Instagram

Comerciante diz que a agressão aconteceu quando ela decidiu se separar do companheiro, que acusa de ser usuário de drogas.

Imagem: reprodução/ Instagram

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, mandou um extenso comentário prestando seu apoio à mulher. “Estou tomada de muita tristeza e indignação. Parabéns pela coragem de dar o primeiro passo para sair do ciclo de violência ao denunciar”, publicou a ministra. “Nossa equipe do ministério vai entrar em contato com você para oferecer ajuda e orientação se precisar e desejar. Mas neste momento escrevo apenas para registrar meu abraço, minha solidariedade.”A ex-BBB Gizelly Bicalho, advogada especializada em direitos humanos, e Marcela McGowan, ginecologista e criadora de projetos em apoio a vítimas de violência, ofereceram apoio jurídico e emocional a Sabrina nos comentários do Instagram.

“Já vivi na pele o que você está passando e estou aqui para o que precisar”, escreveu Gizelly, que ofereceu seus serviços para a vítima. Marcela, por sua vez, disse que Sabrina não está só. “Conte sempre comigo”, enviou a ex-BBB.

Ela também divulgou áudios que diz ser do pai de Keko e relatou que tem sofrido ameaças por revelar a violência. “Espero um dia cicatrizar todas essas feridas. Se conseguir me manter viva”, disse.

Universa tentou contato com a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, com Sabrina e com o perfil que publicou as imagens, mas ainda não teve retorno.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *