Violência doméstica 2_815c3

Sociedade civil promete grande participação no Encontro

Saiu no site MPAM

 

Veja publicação no site original: Sociedade civil promete grande participação no Encontro

.

Por Agnaldo Oliveira Júnior

.

A participação de 37 grupos representativos de mulheres, já confirmados, com mais de 350 inscrições realizadas com antecedência, até a manhã desta terça-feira, mostra que a proposta do X Encontro Nacional do MP Brasileiro de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher deve ser alcançada durante os dois dias de palestras e debates, em Manaus. O evento, promovido pela Comissão permanente de Combate à Violência Doméstica contra a Mulher (COPEVID) ligada ao Grupo Nacional de Direitos Humanos, órgão do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG), pretende reunir membros do Ministério Público de todo o país que atuam na área da Lei Maria da Penha em uma grande busca por soluções que diminuam os índices da violência contra a mulher.

.

Para a coordenadora nacional da COPEVID, Promotora de Justiça da Bahia Sara Gama Sampaio, o tema da violência doméstica precisa ser amplamento discutido com a sociedade. E é por isso que foram chamadas várias entidades a participarem. “A programação vai trazer uma visão diferente daquilo que a gente está acostumada no dia-a-dia no processo penal, a condenação. É necessário que a sociedade se conscientize de que essa temática é um problema nosso”, disse a Promotora Sara Sampaio.

.

Entre as entidades confirmadas, está a União Brasileira de Mulheres – Seção Amazonas (UBM/AM). “Acho muito relevante o debate sobre a violência contra a mulher pois é uma chaga que atinge milhares de mulheres todos os dias. A cada 11 minutos uma mulher é estuprada, a cada duas horas uma mulher é assassinada, e a cada uma hora mais de 500 mulheres sofrem violência neste país. E esses dados ainda são subestimados porque muitas mulheres têm medo ou vergonha de denunciar”, disse a coordenadora da UBM Laíde Barros.

.

Para o Promotor de Justiça Davi Câmara, da 73ª Promotoria de Justiça dos Crimes Contra a Mulher do MPAM, o evento traz para a sede a oportunidade da discussão com profundidade do tema central com os conhecimentos dos palestrantes. “É um evento imperdível pois trará vários palestrantes de diversas áreas do conhecimento, dentre os quais o Psicólogo Benedito Medrado, a Promotora de Justiça de São Paulo Gabriela Manssur e a atriz Cristiane Machado”, disse o Promotor Davi Câmara.

.

.

Confira a programação
A programação inicia no dia 13/11, quarta-feira, a partir das 8h30, no Teatro Amazonas e depois as palestras e debates começam às 14h30, no auditório Carlos Alberto Bandeira, na sede do Ministério Público estadual, na avenida Cel Teixeira, antiga estrada da Ponta Negra, onde funciona a Procuradora-Geral de Justiça.

.

Dia 13/11
Manhã
Abertura no Teatro Amazonas (manhã) a partir das 08h30, com a Orquestra Filarmônica e Coral do Estado Amazonas que prestará uma homenagem às mulheres. Logo depois uma breve saudação será proferida pela Procuradora-Geral Leda Mara, anfitriã do evento, e também da coordenadora nacional da COPEVID, Promotora de Justiça Sara Gama Sampaio, do MP da Bahia, do Promotor de Justiça Davi Câmara, da 73ª Promotoria de Justiça dos Crimes Contra a Mulher do MPAM, e do Governador do Estado Wilson Lima.
12h00 – Almoço.
Tarde
Auditório “CARLOS ALBERTO BANDEIRA ”
14h30 – Credenciamento.
14h45 – Composição de mesa.
15h00 – Palestra: “Diálogos sobre masculinidade e violências de gênero: entre políticas de intimidade e práticas públicas” com Benedito Medrado – Docente dos cursos de graduação e Pós-Graduação em Psicologia da UFPE.
16h00 – Debate.
16h15 – Palestra: “A Política de Humanização nos Processos de Trabalho na Saúde em São Luís do Maranhão” com Sílvia Leite – Servidora pública, assistente social, Diretora do Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Maranhão.
17h15 – Debate.
17h30 – Encerramento.

.

.

Dia 14/11 – Auditório Carlos Alberto Bandeira
Manhã
8h00 – Credencimento.
8h15 – Apresentação cultural com Grupo de Dança Backstage.
8h30 – Palestra: “Violência Institucional de Gênero” com Maria Gabriela Prado Manssur – Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo.
9h30 – Debate.
9h45 – Palestra: “Liberdade Financeira: um combate à violência contra a mulher” com Michelle Meireles – Jovem empreendedora com 15 anos de experiência em Gerenciamento de Empresas, sendo 10 anos de mercado Internacional.
10h45 – Debate.
11h00 – Palestra: “Stalking e Cyberstalking” com Ana Lara Camargo de Castro – Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul.
12h00 – Debate.
12h15 – Almoço.
Tarde
14h00 – Credencimento.
14h15 – Palestra: “A proteção integral da mulher e a efetividade de responsabilização criminal do autor da violência” com Érica Canuto – Promotora de Justiça do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte.
15h15 – Debate.
15h30 – Palestra: “Violência Doméstica: É possível vencê-la” com Carla Araújo – Promotora de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro.
16h30 – Debate.
16h45 – Palestra: “Experiência Pessoal” com Cristiane Machado – Atriz e ativista da causa da violência contra a mulher.
17h30 – Debate.
17h45 – Encerramento.

.

.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.


Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.