794A7088-7BCA-49DD-8AF0-BBD34690215A-750x430

RESOLUÇÃO DA SEMANA | PRECISAMOS FALAR SOBRE FEMINISMO

Saiu no site COTIDIANO 

 

Veja publicação original:  RESOLUÇÃO DA SEMANA | PRECISAMOS FALAR SOBRE FEMINISMO

.

Por Juliana Manzato

.

Leia ouvindo: Elza Soares – A Mulher do Fim do Mundo

.

Eu demorei algum tempo para perceber que esse espaço que escrevo vai muito além de conteúdo motivacional. É um espaço ativo e empoderado para mulheres – apesar de ser lido por um pequeno percentual masculino.

.

Nessa desconstrução que se faz necessária todos os dias, eu demorei para assumir a ativista que sempre fui. Em cada texto, cada linha, cada poesia, cada inspiração escrita, havia um único recado: a mulher pode ser tudo aquilo que ela quiser.

.

Sabendo que essa é a premissa básica do empoderamento feminino, eu precisei desconstruir. Precisei estudar sobre empoderamento feminino, feminismo e o machismo enraizado em diversos textos que eu escrevi, achando normal tal discurso. Lendo textos antigos – e bota antigo nisso! – percebo que nesses 10 anos de Cotidiano Dela eu despertei. Despertei e fiz muitas outras mulheres também despertarem.

.

Percebi que eu sou o início de um caminho. Sou a ponte e não o destino final. Sou o lado questionador e também acolhedor. Entendi meus privilégios. Entendi a causa. Entendi o meu lugar de falar. Entendi de maneira profunda o movimento. Não tenho como voltar atrás.

.

Precisamos falar sobre o feminismo.

.

.

Fotografia: Juliana Manzato
Fotografia: Juliana Manzato

.

Não o feminismo que muitos homens querem definir, mas o feminismo que está na nossa pele e guardado como caixa de pandora no nosso inconsciente. Nós mulheres precisamos despertar. Precisamos estudar. Precisamos desconstruir. Precisamos seguir na linha tênue que num passo em falso cai no extremo. E o extremo dá medo, mas é necessário entendê-lo.

.

Não temos como voltar atrás e passar um pano para limpar superficialmente uma sujeira que está impregnada. É preciso entender o movimento feminista. É preciso empoderar-se. É preciso desconstruir o “mimimi”. É preciso olhar para o lado.

.

Quantas mulheres tem do teu lado agora? Você já se colocou no lugar dela? Você já percebeu o quanto a julgou em algum momento? Você percebeu o quanto ela havia passado desapercebida por você?

.

O feminismo é para todas as mulheres. Está acima de qualquer partido político, por que esse assunto envolve direitos humanos. Envolve igualdade de gênero e envolve principalmente, a humanidade que mora em cada um de nós.

.

Mais do que falar, precisamos estar atentas aos exemplos. Um discurso bonito não é melhor do que a luta diária de todas nós. E ai, você já fez diferença na vida de alguma outra mulher hoje?

.

Se você ainda tem no seu discurso que não é feminista, eu tenho um recado para você: você é feminista, sim! O feminismo não é uma vergonha, é vida. Salvador de vidas.

.

Se você ainda não está convencida sobre o feminismo, talvez a Dra. Gabriela Manssur te ajude com isso. Assista, são os melhores 15 min do dia de hoje.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.