IMG_7593

O feminismo está na moda

Saiu no site GPS:

Do movimento Black Lives Matter ao Free the Nipple, a tendência de moda para 2017 fala por si

Em Setembro de 2016, Maria Grazia Chiuri tornou-se a primeira mulher a assumir a direcção criativa da Dior. Sem fugir aos códigos da maison, deu uma voz sonante à expressão feminina e celebrou a moda como motor da quebra de convenções. Na sua primeira colecção, a Primavera/Verão 2017, destaca-se uma T-shirt, onde se lê em letras pretas sobre branco We Should All Be Feminists.

Nas apresentações das colecções para a mesma estação, outros nomes importantes como Michael Kors ou Haider Ackermann seguiram os mesmos passos e a roupa falou pelos seus criadores – alto e claramente. Mensagens como Be Your Own Hero e Futuresex marcharam nas passarelas e gritaram a plenos pulmões que a indústria da moda está unida na luta pela igualdade de género.

De Paris a Nova Iorque, as semanas da moda foram palco de uma nova tendência que rapidamente passou para as ruas. A moda revoltou-se ao lado de todas as mulheres que, a 21 de Janeiro, nos Estados Unidos e na Europa, independentemente da raça, faixa etária ou religião, marcharam contra o Presidente norte-americano, Donald Trump, e o seu discurso misógino.

 

 

 

Publicação Original: O feminismo está na moda

Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.