mulher-medi

Na Venezuela, mulheres são mais afetadas pela fome e desemprego

Saiu no site REVISTA MARIE CLAIRE : 

 

Veja publicação original:   Na Venezuela, mulheres são mais afetadas pela fome e desemprego

 

Estudo apresentado em Caracas indica que para cada 100 homens em estado de pobreza, existem 107 mulheres

 

Na Venezuela, as mulheres passam mais fome. Um estudo apresentado pelo Centro Hispanoamericano para a Mulher revela que no país, em situação de grave instabilidade econômica, os homens comem mais e melhor que as mulheres.

 

 

Durante fórum organizado pela Anistia Internacional em Caracas, Fabiola Romero, diretora do centro responsável pelo estudo alertou sobre a feminilização da pobreza, segundo o jornal El Tiempo. Dos 20 alimentos da cesta básica dos venezuelanos, as mulheres consomem apenas 12 – os de menor valor nutricional. Enquanto isso, os homens ingerem 15, os de maior valor nutritivo.

 

A fome não é apenas o indicador no qual as mulheres saem perdendo. O estudo revelou que para cada 100 homens em estado de pobreza existem 107 mulheres. Já para 100 homens que vivem em miséria, existem 112 mulheres.

 

 

Segundo a pesquisa, 4 de cada 10 lares são comandados por mulheres – elas são mais numerosas nas longas filas dos supermercados do país, cada vez mais escasso em comida.  Em 33% dos lares consultados, as mulheres deixaram de comer pelo menos uma vez durante a crise econômica e 60% delas abriram mão de alguma refeição para favorecer outros membros da família.

 

 

 

 

 

Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.