image_content_1824212_20181103150059

Mulheres celebram empreendedorismo

Saiu no site DIÁRIO DE NOTÍCIAS – PORTUGAL

 

Veja publicação original: Mulheres celebram empreendedorismo

.

Associação Adoro Ser Mulher comemorou com um almoço dois anos de actividade

.

Paula Henriques

.

A Associação Adoro Ser Mulher celebrou esta tarde o seu segundo aniversário com um almoço, para o qual foram convidadas duas dezenas de mulheres, entre associadas e outras interessadas em conhecer melhor este projecto. No centro da comemoração que decorreu no Funchal um outro rosto feminino, o de Muriel Ribeiro, hoje com 96 anos de vida, empresária com um longo percurso no ramo da hotelaria.

.

A Adoro Ser Mulher faz parte de uma rede mais alargada presente também em outras cidades portuguesas e no Brasil. Trabalha sobretudo as parcerias e a troca de contactos, ajudando mulheres com ideias a se tornarem empresárias de sucesso. Para ser associada, explicou Mariza Santos, “não tem que obrigatoriamente ter uma empresa, mas ser uma pessoa empreendedora, que tenha uma ideia. Porque depois dentro da própria associação nós também ajudamos”.

.

A nível nacional e internacional são 700 as sócias, 20 destas na Madeira. “Ainda somos um grupo pequeno, mas bastante unido, bastante coeso. Temos trabalhado bastante, temos trabalhado muito as parcerias e a troca de contactos, que são alguns dos objectivos da associação, temos juntado mulheres muito interessantes e comprometidas com o projecto”. Nesta Associação não há financiamento.

.

Hoje no centro das celebrações esteve Muriel Ribeiro, “uma inspiração” para as restantes mulheres. Mariza Santos apresentou-a como “a imagem de um grupo hoteleiro de referência”, o Grupo Penha de França. “Todos nós aspiramos a chegar a uma idade avançada e em boas condições, com plenas faculdades mentais e físicas, mas também é uma pessoa que ainda participa nos negócios da família. Nós achamos que é um exemplo”.

.

Muriel Ribeiro confessou a alegria de ter sido convidada. “É sempre uma honra”, disse, feliz com a homenagem. Actualmente, comparou, é mais fácil ser uma mulher empresária. “Somos mais unidas”, justificou. “É tudo mais liberto, ao passo que antigamente, não”. Na base do sucesso de tantos anos está a amizade que faz questão de manter entre a sua equipa. “O pessoal tem de estar unido, se não estiver unido, não dá”.

.

Apesar da idade, continua a colaborar. “Não paro, não posso parar”, disse. “É uma doença que eu te

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

 

Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.