sem título

Fundo Baobá lança investimento financeiro para líderes negras

Saiu no site INSTITUTO GELEDÉS

 

Veja publicação original: Fundo Baobá lança investimento financeiro para líderes negras

.

Apresentado por Juliana Alves, evento no MAR (RJ) oficializa o lançamento do Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Lideranças Femininas Negras: Marielle Franco.

.

sem título

.

No dia 02 de setembro, às 16h, será lançado pelo Baobá – Fundo para Equidade Racial no MAR (Museu de Arte do Rio) o Programa de Aceleração do Desenvolvimento de Lideranças Femininas Negras: Marielle Franco. Tendo como mestre de cerimônias a atriz Juliana Alves, a cerimônia fechada apresentará uma nova modalidade na ampliação dos investimentos financeiros da instituição que, pela primeira vez, lançará editais contemplando pessoas físicas e organizações não formais, contribuindo para a ampliação do número de líderes negras em posições estratégicas nas tomadas de decisão nos mais diversos espaços de atuação.

.

As instituições que aportam recursos para o Programa são a Fundação Ford, Instituto Ibirapitanga, Open Society Foundations e W. K. Kellogg Foundation. Homenageando a vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018, o Programa tem como premissa minimizar o impacto das injustiças contra a população negra, visando reconhecer talentos e reforçar projetos de líderes negras. Este Programa resulta da maior captação feita pelo Fundo Baobá até o presente momento.

.

O Baobá – Fundo para Equidade Racial é uma organização sem fins lucrativos, criada em 2011, que luta em prol da equidade racial mobilizando, para isso, pessoas e recursos, no Brasil e no exterior, para apoiar projetos pró-equidade racial para a população negra.

.

“O Fundo Baobá acredita que, com mais estrutura, investimento e oportunidades, mulheres negras líderes, que atuam em diversos campos, poderão acessar mais espaços de poder; mobilizar mais pessoas para a luta antirracista, por justiça e equidade social e racial e transformar o mundo a partir de suas experiências.  Os dois primeiros editais serão lançados no dia seguinte ao evento (03 de setembro)”, ratifica Selma.

.

Neste primeiro momento será aberto um edital para organizações, grupos e coletivos de mulheres negras e outro edital para mulheres negras (pessoas físicas). “O objetivo deste programa é aprimorar as habilidades de mulheres negras para liderar e com vistas à ampliar sua presença em espaços de decisão, poder e influência, seja dentro das estruturas do Estado (no legislativo, executivo ou judiciário), em organizações da sociedade civil, no setor privado ou mesmo instituições internacionais”, elucida a diretora executiva da instituição.

.

.

W.K. Kellog Foundation

A Fundação W.K. Kellogg (WKKF), fundada em 1930 como uma fundação privada e independente, pelo pioneiro do cereal matinal, Will Keith Kellogg, está entre as maiores fundações filantrópicas dos Estados Unidos. Guiada pela crença de que todas as crianças devem ter uma oportunidade igual de prosperar, a Fundação Kellogg trabalha com comunidades para criar condições de mudança junto a crianças e famílias em vulnerabilidade social, para que elas possam concretizar todo o seu potencial, na escola, no trabalho e na vida. A Fundação Kellogg é sediada no estado do Michigan, nos EUA, e opera tanto nos Estados Unidos como internacionalmente, bem como em tribos indígenas soberanas. É dada ênfase especial à microrregiões com altas concentrações de pobreza e com problemas de desigualdade racial. Os locais prioritários da WKKF nos EUA são: Michigan, Mississippi, Novo México e Nova Orleans; e internacionalmente, são: México (Altos de Chiapas e Península de Yucatan) e no Haiti (região Central e região Sul). Para mais informações, visite www.wkkf.org.

.

.

Open Society Foundations

A Open Society Foundations, fundada por George Soros, é uma das maiores organizações filantrópicas do mundo, ativa em mais de 120 países. Soros iniciou sua primeira fundação na Hungria em 1984. Atualmente, a Open Society apoia todos os anos, por meio de seus programas geográficos e temáticos, milhares de iniciativas ao redor do globo. O objetivo é promover a construção de democracias mais inclusivas e vibrantes, baseadas no respeito aos direitos humanos e no Estado de Direito, nas quais governos são responsabilizados e abertos à participação de todas as pessoas.

.

.

Instituto Ibirapitanga

O Instituto Ibirapitanga é uma organização dedicada à defesa de liberdades e ao aprofundamento da democracia no Brasil. Desde 2017, apoia iniciativas a partir de dois programas, Equidade Racial e Sistemas Alimentares. Por meio de doações, o Instituto apoia organizações, movimentos e coletivos da sociedade civil brasileira que desejam produzir transformações estruturais positivas no país. Para isso, valoriza sua autonomia e fortalecimento e busca construir relações de confiança e dar flexibilidade e abertura à experimentação.

.

Fundado pelo cineasta Walter Salles, o Ibirapitanga opera com recursos próprios a partir dos rendimentos de um fundo patrimonial.

.

.

Fundação Ford

A Fundação Ford tem o compromisso de realizar mudanças duradouras que transformem a vida das pessoas. Por meio de suas doações a Fundação Ford apoia ideias, indivíduos e instituições que trabalham para reduzir a desigualdade, assim como promover valores democráticos, a liberdade de expressão e a dignidade humana. Através de seu escritório no Brasil, há 57 anos a Fundação Ford trabalha para a promoção dos valores democráticos e a garantia de direitos. Atualmente o escritório do Brasil tem como seus focos prioritários contribuir para a diminuição da desigualdade e da violência que afetam majoritariamente a população negra e os povos indígenas, e para garantir direitos territoriais de populações tradicionais.

.

.

O Museu de Arte do Rio – MAR

Uma iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o MAR tem atividades que envolvem coleta, registro, pesquisa, preservação e devolução à comunidade de bens culturais. Espaço proativo de apoio à educação e à cultura, o museu já nasceu com uma escola – a Escola do Olhar –, cuja proposta museológica é inovadora: propiciar o desenvolvimento de um programa educativo de referência para ações no Brasil e no exterior, conjugando arte e educação a partir do programa curatorial que norteia a instituição.

.

O MAR é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social da Cultura. O museu tem o Grupo Globo como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master, a Bradesco Seguros como patrocinadora, o BNDES como apoiador financeiro e a Rede D’Or São Luiz como apoiadora de exposições por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

.

A Escola do Olhar conta com patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Dataprev, TNA, Grupo In Press e BNY Mellon por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS e do Machado Meyer Advogados via Lei Federal de Incentivo à Cultura. O MAR conta também com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização do Ministério da Cidadania e do Governo Federal do Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.