Perfil

MARIA GABRIELA PRADO MANSSUR

about

 

Formada em Direito pela PUC/SP, ingressou em 2o. lugar no Ministério Público do Estado de São Paulo, onde exerce suas funções como Promotora de Justiça desde 2003.

 

Mestranda em Direitos Políticos e Econômicos pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Especialista em Violência contra a Mulher pela Universitá Di Roma/ Itália.

 

Foi coordenadora do Núcleo de Combate à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Região da Grande São Paulo II por 6 anos.

 

Atualmente faz parte do GEVID – Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica do Ministério Público do Estado de São Paulo, é Diretora da Mulher da Associação Paulista do Ministério Público.

 

É Membro da COPEVID – Comissão Nacional dos Promotores de Justiça que atuam no Combate à Violência Doméstica e familiar contra a Mulher do Grupo Nacional dos Direitos Humanos.

 

É representante do Ministério Público do Estado de São Paulo junto à COMESP – Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário de São Paulo.

 

Diretora da Mulher da Associação Paulista do Ministério Público .

 

Coordenadora Geral do Movimento Nacional de Mulheres do Ministério Público.

 

Membro do Comitê Nacional Impulsionadores  ELES POR ELAS -HE FOR SHE – ONU MULHERES.

 

Membro do grupo Mulheres do Brasil e da Campanha Compromisso e Atitude, representando o Ministério Público do Estado de São Paulo.

 

É coordenadora do Grupo de Trabalho Enfrentamento a Violência contra a Mulher da Virada Feminina em São Paulo.

 

É professora de Direito Digital da Insper  (Instituição de Ensino Superior Brasileira) e do Curso online – Lei Maria da Penha e Direitos das Mulheres da Faculdade Damásio Educacional.

 

Idealizadora do projeto Movimento pela Mulher, defende a corrida (é atleta amadora e maratonista), como um dos meios de empoderamento e recuperação da autoestima da mulher.

 

Já organizou duas grandes corridas de rua (anos de 2015 e 2016) para mais de 2500 pessoas, cujo um dos objetivos foi arrecadar verba e subsidiar projetos de empoderamento da mulher e combate à violência doméstica de ONGS e Associações, além de incentivar homens e mulheres à prática de atividade física.

 

Também idealizou e fomenta outros projetos para Empoderamento feminino, prevenção e repressão a qualquer forma de violência contra a mulher, como:

 

- Tempo de Despertar: projeto pioneiro, com foco na reflexão, responsabilização e ressocialização do autor de violência contra a mulher;

 

- TEM SAÍDA:   inserção de mulheres vítimas de violência doméstica que estão em situação de vulnerabilidade econômica no mercado de trabalho

 

- Capacitação para formação de Equipe Multidisciplinar para desenvolver projetos de Ressocialização e grupos reflexivos de homens.

 

- Educa-Ação: visa levar informações sobre os direitos das meninas e mulheres para crianças e adolescentes de instituições de ensino públicas e privadas;

 

- Maria Linda: formação e empoderamento das mulheres de comunidades e dos profissionais que compõe a rede protetiva dos direitos da mulher e;

 

- Programa de Proteção Integral (PPI): o objetivo é informar e acompanhar mulheres em situação de violência com inquéritos policiais ou processos em curso.

 

- Mulheres no Poder: participação equilibrada das mulheres no Ministério Público, nos cargos públicos e na política.

 

.

.

 

PROJETO TEMPO DE DESPERTAR

ressocialização do autor de violência doméstica e familiar contra a mulher - Grupos reflexivos de homens.

 

Foi uma das idealizadoras da Lei Municipal No.2229/2015, que torna obrigatório o curso de ressocialização do autor de violência contra a mulher em Taboão da Serra.

 

Participou da elaboração do projeto que deu origem à Lei Estadual No. 15.425/2014, que institui o procedimento de inserção, nos sistemas de informação da Secretaria de Segurança Pública, das medidas protetivas de urgência previstas na Lei Maria da Penha.

 

Em 2017 teve seu Projeto TEMPO DE DESPERTAR – ressocialização e grupo reflexivos do autor de violência doméstica e familiar contra a mulher, apresentado pela vereadora Adriana Ramalho como Projeto Lei (390/2017) na Câmara Municipal de São Paulo, que foi aprovado por unanimidade na câmara dos vereadores, e foi sancionado pelo Prefeito Doria tornando-se lei municipal LEI Nº 16.732, DE 1º DE NOVEMBRO DE 2017.

 

Em 2017 Apresentou a TESE: TEMPO DE DESPERTAR no Congresso Nacional do Ministério Público que foi aprovada por UNANIMIDADE.

 

1- PROJETO DE LEI NO SENADO FEDERAL (15.425/2014)

2- LEI MUNICIPAL TABOÃDA SERRA Lei 2229, de 8 de setembro de 2015

3- LEI ESTADUAL Lei 16659, de 12 de janeiro de 2018

4- LEI MUNICIPAL DE SÃO PAULO  LEI Nº 16.732, DE 1º DE NOVEMBRO DE 2017

5-  LEI MUNICIPAL CIDADE GAÚCHA (2256/2017)

6- PROJETO DE LEI NO MATO GROSSO 442/2017  Aguardando aprovação

 

PROJETO TEM SAÍDA

inserção de vítimas de violência doméstica no mercado de trabalho através de empresas signatárias dos  princípios de empoderamento feminino da ONU MULHERES comprometidas a terem respeito e tratamento humanizado e acolhedor para com as ingressantes – Autonomia financeira de mulheres vítimas de violência doméstica

 Em 2019 foi aprovado o Projeto de Lei  PL 01-0424-2018 que estimula a contratação de mulheres integrantes do PROJETO TEM SAÍDA através da criação de cota de 5% das vagas de trabalho das empresas contratadas pela Prefeitura de São Paulo para prestação de serviços públicos direcionadas ao Projeto.

1. PROJETO DE LEI MUNICIPAL DE SÃO PAULO 01-00424/2018 

 

Participou, à convite da Senadora Marta Suplicy, da Audiência Pública no Senado Federal para discutir sobre as formas de combate ao assédio contra mulheres no ambiente de trabalho.

 

Participou da Audiência Pública do Conselho Nacional do Ministério Público como debatedora para apresentar o panorama atual das mulheres procuradoras e promotoras de justiça de todo Brasil.

 

Em 2015, foi vencedora da Medalha Ruth Cardoso e da Medalha Laurita Ortega Mari, além de ter sido reconhecida pela revista Marie Claire como um das 24 Mulheres que fazem a Diferença, e pelo site Think Olga como umas das mulheres mais influentes no tema Empoderamento da Mulher.

 

Co-autora da Cartilha “MULHER VIRE A PÁGINA” – Ministério Público do estado de Sao Paulo

 

Em 2017, recebeu o Prêmio “Mulher do Ano” em São Paulo, o Prêmio CARLOTA PEREIRA DE QUEIRÓS 2017, indicada pela deputada federal Keiko Ota.

 

Neste ano foi agraciada com a Medalha do Mérito Comunitário da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

 

Recebeu o prêmio pela Revista TRIP – Transformadores 2018 e foi vencedora do Prêmio VIVA 2018 – Pela vida de todas as mulheres – idealizado pela Marie Claire e Instituto Avon, pelo reconhecimento dos Projetos TEM SAÍDA e Tempo de Despertar, por fim, recebeu o Prêmio OAB Dra. Maria Imaculada Xavier da Silveira.

 

Tem artigos e entrevistas publicadas em várias revistas, jornais, emissoras de televisão, sites e blogs.

 

Já participou de conferências, mesas redondas, entrevistas, dentre outras, em mais de 1000 estabelecimentos, entre coletivos feministas, empresas, escolas, faculdades, instituições públicas e privadas, terceiro setor, além de ter realizado a capacitação de mais de 300 profissionais que atuam na rede de proteção e enfrentamento da violência contra a mulher e de ter se aproximado dos movimentos sociais de defesa dos direitos das mulheres.

 

Em setembro de 2015, foi convidada para palestrar no evento TEDx São Paulo, para aproximadamente 1200 pessoas, cujo tema foi Violência contra a Mulher.

 

Em março de 2016, foi novamente convidada para palestrar no evento TEDx São Paulo Women para convidados, cujo o tema foi Empoderamento da Mulher pelo Esporte.

 

É uma das especialistas da Campanha #ELIANAPORTODASELAS, participando ao vivo do Programa Eliana – SBT por 4 meses.

 

É uma das especialistas convidadas para participar da nova versão do programa TV Mulher – Canal Viva, cuja protagonista e apresentadora é Marília Gabriela para falar sobre violência contra a mulher.

 

Participou como especialista do Programa Encontro com FÁTIMA BERNARDES, da TV GLOBO, do Programa Hoje em Dia / TV Record e do Programa PAPO DE SEGUNDA – GNT.
Usa a internet e as redes sociais para divulgar seu trabalho e incentivar as mulheres a denunciarem qualquer tipo de violência, buscarem seus direitos, autonomia e empoderamento, além de qualidade de vida por meio do esporte.

 

Foi homenageada e classificada pela Revista FORBES de Fevereiro de 2019 como uma das 20 mulheres mais poderosas do Brasil.

 

Atualmente colunista semanal da REVISTA MARIE CLAIRE.

 

Veja a seguir o  CV 2018-1 – MARIA GABRIELA PRADO MANSSUR

 

 Instagram: @justicadesaia

 

TODA MULHER MERECE SER RESPEITADA PELAS SUAS ESCOLHAS.

“LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER”!

#Nenhuma Mulher Merece Violência. Eu acredito”.

Gabriela Manssur