LOGO TEM SAIDA

Programa Tem Saída reúne empresas para ampliar números de vagas de emprego

Saiu no site CIDADE DE SÃO PAULO

 

Veja publicação original:  Programa Tem Saída reúne empresas para ampliar números de vagas de emprego

.

Evento reuniu novas companhias interessadas em integrar a iniciativa, que foi lançada em agosto do ano passado

.

A equipe técnica do Programa Tem Saída participou nesta segunda-feira, 15 de abril, de encontro de sensibilização promovido pela ONU Mulheres, em sua sede, na região central. O evento reuniu empresas parceiras e novas companhias interessadas em integrar a iniciativa, que foi lançada em agosto do ano passado.

.

O Programa, desenvolvido pela Prefeitura de São Paulo em parceria com o Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça, OAB-SP e ONU Mulheres, tem o objetivo de promover a autonomia econômica para vitimas em situação de violência domestica e familiar. O Tem Saída já empregou 37 mulheres em empresas parceiras da ação. Foram emitidos 407 ofícios pelo sistema judiciário com encaminhamento de mulheres vítimas de violência doméstica ao CATe – Centro, administrado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, para que participem de processos seletivos.

.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, o Programa Tem Saída tem obtido bons resultados e a equipe técnica tem procurado ampliar as parcerias com novas empresas. Atualmente, seis companhias integram a ação. “Participar desta parceria é importante, no entanto, é um compromisso amplo das empresas, pois envolve diversas áreas que irão acolher e dar o suporte necessário para essa mulher conseguir desempenhar suas atividades de forma satisfatória para ambas as partes. A fragilidade das vítimas requer um empenho adicional dos entes envolvidos a fim de que ela se restabeleça profissionalmente”, ressalta a Aline Cardoso.

.

O encontro foi uma oportunidade para as empresas conhecerem os princípios de empoderamento das mulheres estabelecidos pela ONU Mulheres e do Pacto Global da ONU. Trata-se de um compromisso das companhias signatárias com a igualdade de gênero e com a criação de uma rede de compartilhamento de informações sobre boas práticas adotadas em outros países. “Nossa plataforma não é uma certificação e nem uma imposição, o intuito é orientador para as empresas e é gratuito para quem assina a carta de adesão. No Brasil temos 205 empresas que seguem os sete princípios de empoderamento da mulher como promover a igualdade através de iniciativas e defesas comunitárias, promover a educação e desenvolvimento de mulheres, entre outros”, afirma a gerente da ONU Mulheres, Adriana Carvalho.

.

O encontro contou com a participação da promotora de justiça do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica, Maria Gabriela Prado Manssur, do juiz de Direito da Vara da Região Leste 3 de Violência Familiar Contra a Mulher, Mário Rubens Assumpção Filho e representantes das empresas parceiras Carrefour, GRSA, Sodexo, Atento, além de convidados das empresas Markap, Starbucks, Marisa e Rede Global de Empreendedorismo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

 

Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.