destaque-cob-fazenda-850x491

Ouvidor da COB é demitido por assédio sexual contra colega de confinamento em A Fazenda

Saiu no site BHAZ

 

Veja publicação original:   Ouvidor da COB é demitido por assédio sexual contra colega de confinamento em A Fazenda

.

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) demitiu o ouvidor Rodrigo Carril, na última sexta-feira (13), por ele ter cometido assédio sexual durante a sua participação no reality “A Fazenda”, da Record TV, em 2012. Rodrigo confirmou a sua saída do COB por meio de sua conta do Linkedin, deixando o cargo de  Líder de Conformidade (Compliance Officer).

.

A edição da “Fazenda de Verão”, exibida entre o fim de 2012 e início de 2013,  em que Rodrigo Carril esteve, foi uma tentativa da Record na época de se igualar ao Big Brother Brasil, escalando pessoas anônimas para o reality.

.

O advogado passou 45 dias no programa, sendo eliminando posteriormente. A descoberta da participação dele, bem como a postura demonstrada nos vídeos em que aparece (veja abaixo) foram motivos para que o comitê que cuida dos esportes olímpicos do Brasil optasse pela saída de Rodrigo.

.

Em um registro, o ex-ouvidor pode ser visto tentando beijar uma moça à força, o que na época da exibição, foi considerado insistência do rapaz, mas, sete anos depois, o COB considerou como assédio sexual.

.

O cargo de Rodrigo no COB era justamente receber denúncias de assédios e abusos cometidos por atletas, técnicos, federações esportivas e autoridades do esporte para serem encaminhadas ao Conselho de Ética da entidade, numa tentativa de deixar o esporte mais transparente e limpo nas disputas e nos bastidores olímpicos.

.

Carril se pronunciou no Linkedin sem entender a motivação da sua demissão: “Fui desligado do cargo de Compliance Officer do Comitê Olímpico Brasileiro, após 11 dias na entidade. Não recebi qualquer justificativa ou motivação para a decisão. Fato este que entristece a todos nós que buscamos um mercado mais ético, especialmente no esporte nacional. Infelizmente, o legado de gestões passadas se mostra presente. Sigo na luta pela ética. Esta é a minha bandeira e seguirei com mais força nesta jornada”, postou.

.

O COB emitiu uma nota sobre a demissão, mas sem falar publicamente dos motivos da saída de Rodrigo Carril.  “O advogado Rodrigo Coutinho Carril não faz mais parte do quadro de funcionários do Comitê Olímpico do Brasil. A vaga de Líder de Conformidade (Compliance Officer) do COB será objeto de novo processo seletivo”, limitou-se a dizer a entidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Compartilhe nas suas redes sociais!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será divulgado.